Angry Birds Rio

Angry Birds Rio 2.2.0

Os Angry Birds invadem o Rio

Os pássaros raivosos voltam a atacar e, desta vez, escolheram o Rio de Janeiro como campo de batalha. Ajude a resgatar as aves capturadas nesta versão de Angry Birds Rio para PC. Ler descrição completa

PRÓS

  • Ótimos gráficos
  • Muitas fases novas
  • Viciante

CONTRAS

  • Faltaram os porcos

Muito bom
8

Os pássaros raivosos voltam a atacar e, desta vez, escolheram o Rio de Janeiro como campo de batalha. Ajude a resgatar as aves capturadas nesta versão de Angry Birds Rio para PC.

Filme Rio inspira novo Angry Birds

Os porcos ficaram de fora e foram substituídos por micos ou jaulas com pássaros capturados. As fases do jogo são todos baseadas no filme Rio, com muitos animais e cores.

Mesma jogabilidade de sempre

A mecânica de Angry Birds Rio continua a mesma do game original. Use o estilingue para disparar diferentes pássaros e destruir as caixas e plataformas que aprisionam as aves da mata atlântica.

Cenários vivos e bem coloridos

Os gráficos de Angry Birds Rio foram bastante melhorados em relação ao Angry Birds, com ambientes e cenários muito bem desenhados.

Mais um Angry Birds para a sua coleção

Só faltou o grunhido dos porcos no Angry Birds Rio. Mesmo assim, o jogo continua divertido e viciante, sem falar que é bem legal ver a cidade maravilhosa como cenário.

Angry Birds Rio

Download

Angry Birds Rio 2.2.0

— Opinião usuários — sobre Angry Birds Rio

  • "Bom Ate Agora"

    Otimo Adoreii mais acho que nao tem a versao completa do jogo mais ta tudo otimo ate agora..... Mais.

    escrito em 24 de novembro de 2013

  • lucas.oliveiradasilva.10236

    por lucas.oliveiradasilva.10236

    "ANGRY BIRDS E DEMAIS"

    eu acho um massimo nao massimo mas q massimo EU ACHO EMCRIVEU PELO GRAFICO E PELOS PERSONAGENS PRINSIPAIS. Mais.

    escrito em 21 de março de 2013

  • Utsugui

    por Utsugui

    "Porcos"

    A falta dos porcos é o de menos,mas o jogo é muito bom. O chato é que demora de Instalar. Quando eu ganhar um Tablet... Mais.

    escrito em 8 de junho de 2012